Etiqueta: inspiration

Make your wedding an Inspiration not a Classroom

Organization & Planning Wedding advices

Make your wedding an Inspiration not a Classroom

We say it over and over again: Your wedding. Your way. We say it, we live by it, and we believe in it so strongly that there is no doubt in our minds that being true to oneself is the way for a happy wedding, a happy marriage and, ultimately, a happy life.

Today we write for couples who might think of their wedding day as an opportunity to convince others of their lifestyle, choices, food habits or beliefs.

 

If you are one of the above… read carefully

Your wedding is not a hostage camp nor a motivation seminar. This is not the time or place for you to change people minds, open their eyes to the light or convince them that a gluten free or animal free diet is the way. No matter how strongly you believe in this you cannot take upon to use your wed-day to change people’s minds, habits or beliefs. 

Now, and having said that… Of course you can and should have a wedding that reflects who you are, what you like, what you eat and where you place your faith.

But, and then again, if you are surrounded by friends and family who know and love you, shouldn’t they already know who you are, what you believe in and what you eat?

(If you have a hard time answering this question you might want to rethink your guest list as you might be inviting the wrong crowd.)

I know, I know, easier said than done. So, and with all of that in mind let me give you some tips on how to find balance without stepping on anyone’s toes for a blissful day.

Let’s talk FOOD

food

100% vegetarian is the way: Ask your caterer to adapt traditional dishes into vegetarian options. If your guests see something they recognize, it might make the whole experience better for them.

Re-veggie-hearsal: Why not host a nice dinner where your family – especially the elderly – can have a first veggiencounter and break some myths? It might smooth things up!

Non-Veggie RSVP: guests that won’t accept a vegetarian meal need to let the bride and groom know by day X, otherwise, vegetarian it is.

Balance it out: unless you are at Green Peace fighting like a maniac, chances are you are just another lovely vegetarian like yours truly here, who lives peacefully amongst non-vegetarian people. So, if Gramma and Grampa, Mom and Dad have a major problem with this, be the bigger person, raise the white flag and have a menu that is a reflection of who you are and those you love.

 

Let’s talk FAITH

Chapel

This one can be tricky! But it can actually be quite simple if you know how to handle things. I have three recommendations that will most certainly keep you safe.

Be inclusive: “church lingo” is not always easy to follow, so ask your minister to include the audience and keep it simple.

Stay away from awkward: asking guests to shout words, get down on their knees or interact can be an ice builder instead of an ice breaker. So be aware of that.

Keep it Simple: whatever religion you follow, faith is a delicate thing, beautiful as well. Focus on elements that are a reflection of yours that will also be pleasant to your friends and family without conflicting with theirs.

 

One last note…

Without ever losing sight of your identity as a couple, I share with  you something my Mom used to tell me: “Yes, this is your wedding but you are not alone, not now, not there, not ever! Make it a time of love and love is also compromising.”

Your wedding is not the time to shock, to prove something, to start a fight, to show your family that you know better. Your wedding day is a celebration of love, all forms of love, yours towards your bride or groom, but also towards your family, your friends.

Make your decisions thinking of the memories you want to have and they should be memories of peace and bliss.

Images: Sweet Rebel BrideFood | Faith

assinatura_pv

***

Repetimos e tri-repetimos isto: O teu casamento. À tua maneira. Dizemo-lo, sentimo-lo, vivemo-lo e acreditamos nisto tão profundamente, que defendemos que mantermo-nos fieis a nós próprios é a única forma de sermos e vivermos uma vida feliz. E um casamento também!

O meu post de hoje é especial para os noivos que vêem o casamento como uma oportunidade para convencer os outros da sua forma de estar, de viver, das suas opções de alimentação ou até da sua fé.

 

Se este é o teu caso… lê com atenção

O vosso casamento não é uma sala de reuniões ou de conferência, onde estão aprisionados e obrigados a ouvir o que lhes vão dizer. Este não é nem o lugar nem a altura para mudarem a mente de ninguém, para convencerem outros das vossas escolhas, opções ou religião. E não devem pegar num dia tão especial para torná-lo em algo de onde os vossos convidados só querem fugir a sete pés.

Dito isto… é óbvio que o vosso casamento deve espelhar o que vocês são , gostam, fazem e aquilo que vos tem unido.

Porém, se no vosso casamento vão estar amigos e família que vos conhecem, não fará sentido que eles já saibam quais são as vossas opções?

(Se demoraram a responder a isto, é melhor revisitarem a lista de convidados, pois claramente não estão a convidar as pessoas certas!)

Eu sei que é mais fácil falar do que fazer, e é por isso mesmo que não vos deixo de mãos a abanar e seguem umas dicas que vão dar um jeitão e que certamente vos vão ajudar a tornar o vosso dia ainda mais inspirador.

 

Falemos de COMIDA

100% vegetariano e mai nada! Peçam ao vosso caterer que adapte pratos típicos na versão vegetariana. Comemos com os olhos e se os nossos olhos virem algo que reconhecem, talvez tudo o resto pareça (e saiba) logo melhor.

Re-veggie-hearsal: Porque não ter um jantarito em casa com a família, especialmente os mais velhotes, em que servem opções vegetarianas. Assim teriam um primeiro contacto e iam ver que não são esquisitices ou modernices.

Non-Veggie RSVP: Todos os convidados que não querem, de todo, comer algo vegetariano, devem avisar os noivos até dia X. Quem não o fizer, terá que se aguentar à bronca (vegetariana, com certeza!).

O equilíbrio: a menos que faças parte do Green Peace, a probabilidade é seres como eu, uma vegetarianita com amigos carnívoros com quem vivo pacificamente.  Por isso, se para os teus Pais, Sogros e Avós é um desgosto gigantesco ter comida vegetariana, porque não levantares a bandeira branca e fazeres um menu que vos reflete e à vossa escolha, mas que inclui aqueles que amas? Continua a ser o teu casamento à tua maneira!

 

Falemos de FÉ

Esta é uma questão mais sensível. Ainda assim, se mantiveres a cabeça simples, o resultado pode ser positivo. Estas três dicas podem ser o teu milagre para que tudo corra bem.

Inclusão de crenças: O discurso de igreja nem sempre é fácil de entender para quem não pratica. Por isso dá um toque ao teu Padre/Pastor e pede-lhe que o seu discurso faça com que as pessoas se sintam parte da conversa.

Evita constrangimentos: Cada fé tem as suas práticas e momentos de celebração. Nem todos os teus convidados vão querer abraçar pessoas, cumprimentar estranhos ou ajoelhar-se ou levantar as mãos. É importante manterem-se sensíveis a isto para que se criem pontes e não fossos.

Simplifica: a fé é uma questão delicada, mas também muito bonita. Ao escolherem os elementos que a representam, pensa também no que será agradável para todos, o que vos representa mais e o que unirá os vosso convidados à vossa cerimónia.

 

Uma última nota…

Sem perderem de vista quem são e o que querem no vosso dia de casamento, recordo uma frase que a minha Mãe me repetiu várias vezes enquanto planeava o meu: “Sim, é o teu casamento, mas não estás ali sozinha, nem agora, nem nunca. O amor também é saber ceder!”

O vosso casamento não é o momento para chocar, para marcar uma posição, para provar que já são adultos, para dizer aos 4 ventos “Sou senhor/a do meu nariz!”. Este é um dia de festa, de celebração, de amor, e não só do vosso um pelo outro, mas dos vossos familiares e amigos por vocês.

Este é um dia que pode ser de inspiração, de enriquecimento de laços. Aproveitem-no para isso, e não para bater o pé. Tomem decisões a pensar nas memórias que querem ter mais tarde, devem ser de paz e felicidade.

Imagens: Sweet Rebel BrideFood | Faith

Ideas for the perfect Easter theme wedding

Wedding Inspiration

Ideas for the perfect Easter theme wedding

The morning before I began working on this post I had a whatsapp brainstorming session with the team: Is there such thing as an Easter Wedding? Do couples get married on this “bunny” season? Can we take that cuteness away and actually make something elegant out of it?

We were not sure. We were not even sure if we could pull the rebel out of it.

So I did some research. In Portugal, the Easter break is not typical for wedding celebration. But, if this is an important date for you for family or religious reasons, there is no reason why it can’t be done.

In case you are wondering how to pull it off in a truly elegant way while keeping some of the typical Easter elements alive, check out these ideas.

1. Table setting

2. Decor details

3. Cake & cupcakes

4. Rebel details

Keep in mind that the traditional colours for an Easter theme are soft pastels. But then again, we are Rebels, so do it your way!
For more inspiration check our Rebel Easter Wedding board on Pinterest.

assinatura_pv

Featured image: Calierose.com

***

Na manhã antes de começar a trabalhar neste post, tive um brainstorming no whatsapp com a equipa: Existem casamentos na Páscoa? Os casais gostam de dar o nó nesta data? É possível afastarmos-nos dos ovinhos, amêndoas e coelhinhos e fazer algo super elegante? 

Não tinhamos a certeza. Mais, não tínhamos a certeza que seria possível dar a este tema/data um toque rebel.

Resolvi fazer alguma pesquisa e ver se encontrava as respostas que queria. Apesar dos casamentos na Páscoa serem pouco frequentes em Portugal, parece que até é uma altura especial para se celebrar este momento importante. Especialmente se, por motivos religiosos ou familiares, a Páscoa tiver um significado especial para vocês.

Este post e estas imagens são para estimular o teu lado mais criativo e mostrar-te como fazer algo super bonito sem cair em clichés.

Só mais uma nota: as cores típicas deste tema são os pasteis e tons suaves. Porém, o nosso lado Rebel diz que… é como tu quiseres!

Para mais ideias inspiradoras, espreitem o nosso Rebel Easter Wedding no Pinterest.

Rebel black wedding

Color - Black Wedding Inspiration

Rebel black wedding

If black is your favorite color, don’t think twice!

Black is the new white on weddings and you can add it on stationary, on food, on small details, and so on!

Black can bring such a glamorous and dramatic glow either if you’re having a classical or an alternative wedding.Little black wedding

Or your can go further and be a very cool bride surprising everyone with a gorgeous, breathless black wedding dress like these from Claire Pettibone, Sareh Nouri and Vera Wang (in order of appearance).

78318213045a80b073382da0e9f5b868

aa5ada025c4bd047c722eaed65aee242

7300c090f133aff3638b9d0d5303c747

Excited with the idea? Find more inspiration on our Rebel Black Theme Weddings Pinterest board!

Credits: Featured image: Claire Pettibone

Top gallery: Other: (left to right, top to bottom * da esquerda para a direita, de cima para baixo)| Kim In Photography | Ashley Rae | As seen on Weddingomania | Milou and Olin | As seen on Etsy

Assinaturas_RSA

***

Se o preto é a tua cor favorita, nem hesites um segundo!

Este é o novo branco dos casamentos, uma cor que podes incorporar em em convites, menus ou sinalética, nos doces e no bolo de noiva ou em pequenos detalhes com mais ou menos destaque. 

O preto dará um glamour e um elegante dramatismo  que tornará o casamento inesquecível, seja ele um casamento mais tradicional ou mais alternativo.

Se fores mais do tipo ousada, porque não surpreender todos num magnífico e ultra glamoroso vestido negro como estes da Claire Pettibone, Sareh Nouri e Vera Wang?

Esta ideia deixa-te em pulgas? Então, não deixes de sonhar com o teu black wedding e inspira-te no nosso Board Rebel Black Theme Weddings  no Pinterest.

The magic of a “First Kiss”

Videography

The magic of a “First Kiss”

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=IpbDHxCV29A]

 

Credits: WREN Studio and Tatia Pilieva

Do you remember your first kiss? I bet you do. I surely remember mine. But what if you had to kiss, for the very first time someone you had just met? The very talented WREN Studio and Tatia Pilieva wondered the same thing and that inspired her to create one of my favourite videos. In beautifully captured images she clearly shows the discomfort, the weirdness, and, quite unexpectedly, we witness intimacy taking place. There. In a kiss. Between strangers.

__________

Ainda te lembras do teu primeiro beijo? Tenho a certeza que sim. Eu lembro-me perfeitamente do meu. Mas já pensaste como seria beijar alguém que acabaste de conhecer? A talentosa equipa da WREN Studio e Tatia Pilieva (e toda a equipa) perguntou-se a mesma coisa e acabou por criar aquele que é um dos meus vídeos favoritos. Numa sucessão de imagens bonitas, conseguimos assistir ao desconforto, à estranheza e, inesperadamente, à intimidade a nascer. Ali. Num beijo. Entre estranhos.

assinatura_pv