Categoria: Photography

Meet the Vendors: Adriana Morais Photography

Photography Rebel vendors

Meet the Vendors: Adriana Morais Photography

When you are looking for your wedding vendors you may ask for recommendations, check prices, verify their popularity, compare pros and cons, go through their portfolio… However, in the end, your decision is mostly influenced by the empathy you feel for the professional as a person. Call it trust, connection, chemistry… it is something you cannot explain but, from your first interactions it clearly shows you how successful your relationship will be.

When we talk about the relationship between the wedding couple and their wedding photographer, empathy is the key because it will bring a magic mutual understanding, almost as if you could communicate with each other without words. If you manage to create this kind of relationship, your photographer can easily capture your essence as a couple, he/she will be able to give you confidence when necessary and tell your story in a unique way. Choosing the right Photographer is one of the most important decisions when organizing your wedding.

It’s because of this particular emphatic relationship that every time I write a new vendor presentation, I do this secret task: I imagine myself as a bride who is looking for a vendor for my own wedding and I literally visit all the webpages, blogs, social networks and portfolios. I do this to understand what my first impressions are, and let my intuition speak. In that moment, I listen to my emotions and the energies coming from all the words and pictures. The question I ask myself just before writing the vendor presentation is:

“Could this Person be my most special Photographer? Did I feel the click?”

My answer today is YES!

Today I was a “secret shopper” of photographer Adriana Morais, our new Vendor. Let me share with you what I felt just after seeing all her photos and reading all the texts and statements of her clients about her work.

AF LOGO EN

One of her peculiarities as a professional is the Trust she conveys through her confidence about her career path and her passion for photography. Adriana always loved photography and it was exactly what she decided to study at the University…a straight forward path.

In the Fine Arts College she was always with her analog camera and spent day after day in the black and white lab she built in her parents attic. Her love for what she does is something that conveys confidence to her clients, because when you see a professional who really loves what he does, we trust he will put all his heart and dedication in the project.

If I close my eyes (as Adriana often likes to ask their clients to do) I see a girl who strongly loves her home city, Lisboa, and her two cats, Saramago and Pilar. I can also see her warm smile and her cheerful and spontaneous presence. She has the gift to make everyone feel so comfortable. It is amazing how many times their clients mentioned it. Adriana is not there only to shoot. She also likes to help calm the bride, the groom and sometimes even the family. She also enjoys giving tips and helping the bride getting dressed… she tries to be as friendly and helpful as possible.

When admiring her work, which includes wedding photography, bachelorette parties, engagement sessions, mom to be sessions or baptisms ceremonies, what captivates me the most is the Light she is able to capture with her camera and that special quiet and romantic magic touch.

Wedding in the woods003

Wedding in Madeira004

It was also brought to my attention, through her own words and the words of her clients, that one of her most important values is being genuine and honest. You can see that honesty in her work. She avoids cliché poses and tries to capture the authentic expressions and all the natural wedding emotional situations, in a a simple, spontaneous and honest way.

Gay Wedding Barcelona005

Wedding in Azores 001

One of her most memorable works was Anja and Almir’s secret wedding in Portugal. Since they were not living here, she turned out to be very helpful in organizing everything.  After getting officially married in a civil ceremony, they went visiting different places around Lisbon and in the evening they made a symbolic ceremony at the beach, just the three of them.

Beach Elopement in Portugal002

Adriana shoots anywhere in the world and this is how she combines one of her favorite things: work and travel. She loves very intimate and relaxed elopements. Adriana would love shooting an Elopement this year in the Azores and therefore she leaves a challenge to all our brides and grooms:

“Is there a couple out there who would accept the challenge of exchanging their vows in the middle of Lagoa das Furnas? I can guarantee you will get the most beautiful pictures ever!”

Are those hands in the air? Talk with us and we promise, your secret romantic elopement is well kept with us.

Adriana, welcome to SRB team, it’s so good to have you on board!

Credits: Adriana Morais Photography | Website | Facebook

Assinaturas_MP

***

Quando estamos à procura dos Fornecedores que queremos contratar para o dia mais importante da nossa vida, pedimos recomendações a amigos, perguntamos preços, comparamos prós e contras, pedimos para ver exemplos de trabalhos que já fizeram no passado, mas no final a escolha normalmente resulta de uma empatia que sentimos pela Pessoa. É algo que não conseguimos explicar, apenas sentir. Podemos chamar confiança, empatia, química…é algo que se sente nas primeiras interacções e que nos mostra se aquela relação vai ou não funcionar. Na relação dos noivos com aquele que será o seu Fotógrafo, esta dimensão da empatia com a Pessoa é fundamental porque é essa empatia que vai permitir um entendimento mágico entre eles, quase como se comunicassem sem necessitar de palavras…quando se cria essa relação, o Fotógrafo consegue captar mais facilmente a essência dos noivos, sabe como os tranquilizar quando for necessário e consegue eternizar a sua história de uma forma única. A escolha do Fotógrafo certo é uma das decisões mais importantes para quem está a organizar um casamento.

É por essa razão que, antes de escrever o texto de apresentação de um novo parceiro, gosto de fazer um exercício secreto. Imagino que sou uma cliente à procura de um serviço para o meu casamento e visito todas as páginas, redes sociais e portfolios, para perceber o que me diz a primeira impressão. Nesse momento, estou atenta às Energias que as palavras e as imagens me transmitem. E no final pergunto a mim própria: é este o meu fotógrafo? Senti o click?

Hoje fui a “cliente mistério” da nossa nova parceira, a fotógrafa Adriana Morais. E quero partilhar convosco o que senti depois de ter visto todas as fotos e ter lido todos os textos e depoimentos dos seus clientes.

Uma das suas particularidades enquanto profissional é a Confiança que transmite pela certeza da sua vocação e pela paixão desde sempre pela fotografia. A Adriana sempre gostou de fotografia e por isso foi exactamente em fotografia que se formou, num percurso sem desvios. Na faculdade de Belas Artes andava sempre com a sua máquina analógica e passava dias no laboratório a preto e branco, que montou no sótão dos seus pais. Este amor que tem pelo que faz é algo que transmite confiança aos seus clientes, porque quando vemos um profissional sentir amor pelo que faz, confiamos que ele vai pôr todo o seu coração e dedicação naquele trabalho.

Ao fechar os olhos (como muitas vezes a Adriana gosta de pedir aos seus noivos) vejo uma Lisboeta apaixonada pela sua cidade e pelos seus dois gatos, o Saramago e a Pilar. Vejo também o seu sorriso acolhedor e a sua presença alegre e espontânea. Ela tem o dom de deixar toda a gente à vontade. É impressionante o número de vezes que os seus noivos referem isso. A Adriana não se limita a fotografar. Ela gosta também de ajudar a acalmar as noivas, os noivos e às vezes até os familiares, dar dicas, ajudar a vestir o vestido… procura ser o mais simpática e prestável possível no dia do casamento.

Ao admirar o seu trabalho, que inclui fotografia de casamentos, despedidas de solteira, sessões de namoro, grávidas ou baptizados, o que mais me marca é a Luz que ela consegue captar nas suas fotos e uma espécie de magia serena e romântica.

Um dos trabalhos que mais a marcou foi o casamento da Anja e do Almir, que vieram casar em segredo a Portugal. Como eles não viviam cá, acabou por ajudar a organizar tudo. Depois de casarem oficialmente no registo, foram passear os três por Lisboa e, ao final da tarde, fizeram uma cerimónia simbólica na praia.

A Adriana fotografa em qualquer parte do mundo e essa é uma das coisas que mais prazer lhe dá, a possibilidade de juntar trabalho com viagens. E adora fazer Elopements (casamentos a dois), super intimistas e descontraídos. A Adriana adorava fotografar um Elopment ainda este ano nos Açores e por isso deixa um desafio  para todos os noivos que nos acompanham:

“Há algum casal por aí que alinhe em trocar os seus votos no meio da Lagoa das Furnas? Garanto que serão as fotografias mais bonitas que já alguma vez vos tiraram”. 

Já vejo aí alguém de braço no ar? Falem connosco e nós prometemos manter bem guardado o vosso segredo.

Adriana, bem-vinda à equipa SRB, que bom ter-te connosco!

Creditos: Adriana Morais Photography WebsiteFacebook

Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride

Photography Wedding dresses Wedding Inspiration

Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride

We are so happy to show you another international production by Sweet Rebel Bride, this time together with the amazing brand KATYA KATYA SHEHURINA, a London based designer label that offers a unique selection of feminine bridal and womenswear pieces from Katya Shehurina.

When we saw this brand for the first time at The National Wedding Show and their amazing designs that are so versatile and colourful (if the bride wishes to), our hearts just sang. It just made every sense that KKS should be on Sweet Rebel Bride for its uniqueness and we jumped with joy with their positive answer. So we packed, caught a flight to London, and created the story we bring you today, of a chameleon bride, who bought the dress that best adapted to what she wanted: to be a princess by day and to embrace her rebel side by night.

Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-6 Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-22 Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-23

Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-35 Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-40 Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-43 Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-45

Here, you see our model wearing the Bay dress, and what made us fall in love even more with it was the 2 in 1 magic where the lace dress is worn above a slip, which can be replaced by another at any time.

Slips come in various colours and two lengths at KATYA KATYA SHEHURINA, and the lace dress the model is wearing on top is made out of Ladder French lace that runs down, elongating the length of the bride’s body teamed with the floral circle lace bordering the sides of the figure giving the illusion of a perfectly shaped body. High in neck.

Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-62

Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-68 Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-69 Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-70 Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-72

In the day look, for the ceremony and cocktail, our bride chose the Bay dress with a soft pink slip. It totally matched her girly side, with a beautiful flower crown and veil, high hills and a soft pink bouquet. She got married in a church in central London, since she always believed in God, but oh did she have more plans for later, when they’d move to their fav bar for dinner and party! Right before dinner, she and her rocker husband made their big entrance the way they loved to be dressed the most: in darker colours.

She had changed the slip to a black one, got on her comfiest and coolest boots and kept her black jacket near, in case if the weather got fresher.

They had a rock-meets-vintage wedding day, and danced until sunrise.

Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-74

Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-88 Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-87

We had a blast planning our team shoot, and from start to finish, Kathya’s team at the boutique was amazing, helping in everything we needed, giving new fresh ideas, and even coping with our crazy one, of bringing a sofa to the middle of the square where the store is situated.

Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-93 Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-97 Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-98 Katya Katya Shehurina by Sweet Rebel Bride-103

Originally from Latvia, Katya graduated from the prestigious ESMOD fashion design school and decided to launch her own business in 2007, focusing on her unique design style which reflects modern vintage inspired aesthetic, impeccable craftsmanship and a lightweight ethereal finish.

Blending modern vintage inspired styles with opulent lace and silk materials, Katya’s vision is to create beautifully crafted made-to-order garments that combine versatility, comfort and timeless elegance.

The gentle use of colour, couture details, French lace, Italian silk and hand-embellished accessories create a look of exquisitely bold and chic refinement. She is often influenced by women’s role in shaping society (what a rebel) and so the women by Katya are charming, mysterious and graceful, but also vulnerable and sensitive.

All of KKS dresses are handmade in the studio, created in a standard size while the sleeve length and skirt length can be chosen when ordering.

KKS values comfort just as much as versatility and most of their gowns are worn with separate slip lining beneath. As our shoot shows, this allows brides to choose from a selection of colours (sometimes more than one) that have the power to completely transform any dress.

If you liked these two looks we’ve created, please take a look at KKS website, the bridal and occasion collections, and check all their real brides and their incredibly happy faces!

We at SRB couldn’t be happier with another bridal wear team work, and can’t wait to do it again with KATYA KATYA SHEHURINA! We truly hope you love it too!

A production by: Sweet Rebel Bride & KATYA KATYA SHEHURINA | Photography: Luisa Starling | Bridalwear: KATYA KATYA SHEHURINA | Flowercrown: Lila accessories| Veil: KATYA KATYA SHEHURINA | Engagement ring: Hand of Beech| Model: Rachael Grainger| PR and Sales: Kat Jennings | Assistant: Dorz Francz

Assinatura_AL

***

Estamos tão felizes por vos podermos mostrar mais uma produção internacional da Sweet Rebel Bride, desta vez com a fabulosa marca Londrina KATYA KATYA SHEHURINA, que oferece uma selecção única de peças de noiva e de roupa de mulher pelas mãos da designer Katya Shehurina.

Quando vimos os modelos versáteis e coloridos da KKS no The National Wedding Show, os nossos corações cantaram de alegria. Fazia todo o sentido trabalharmos em equipa e quando concordaram, quase desmaiámos. Assim, fizemos as malas, apanhámos um avião para Londres, e criámos a história de hoje, de uma noiva camaleónica, que comprou o vestido que melhor se adaptou aquilo que ela mais queria: ser uma princesa durante o dia, e abraçar o seu lado mais rebelde durante a noite.

O modelo que vos trazemos, e escolhido pela marca foi o Bay, que contém nele a magia do 2 em 1, com o vestido interior que pode ser de qualquer cor que a noiva escolha para ter debaixo da renda.

Os vestidos interiores vêm numa grande variedade de cores e comprimentos na  KATYA KATYA SHEHURINA, e o de cima é um modelo de renda francesa, que alonga o corpo da noiva e cujos desenhos bordados em círculo têm o objectivo de a tornar mais esguia e elegante

Para o look de dia, cerimónia e cocktail, a nossa modelo usou o rosa claro por baixo da renda. Era a cor perfeita para o que pretendia, com um bouquet no mesmo tom, coroa de flores, véu e sapatos altos. Ela casou-se numa igreja no centro de Londres porque era assim que sempre se tinha imaginado, e mal sabiam os convidados os planos que ela tinha para os surpreender depois, quando passassem para o jantar e festa no bar preferido do casal. Mesmo antes do jantar, ela e o marido fizeram a sua grande entrada ao som da sua música preferida de Rock n’ Roll, e ela tinha substituído o seu look angelical por algo um pouco mais escuro.

O vestido interior rosa tinha agora dado lugar a um de cor preta, a que ela juntou os seus botins preferidos e um casaco de cabedal caso fizesse frio mais tarde. O tema foi “o vintage encontra o rock”, e dançaram até ao nascer do sol.

Nós na rebel divertimo-nos muito com esta produção, e a equipa KKS foi impecável na ajuda, introdução de ideias frescas, e até ao cooperar com a nossa ideia de trazermos um sofá para plena rua, ao lado da loja.

Para vos situarmos no conceito da marca, importa dizer que a Katya, original da Latvia, se formou na prestigiada escola de moda ESMOD, e lançou este seu negócio de vestidos de noiva mais alternativos em 2007, com foco no seu estilo único que reflecte um vintage moderno, estética inspiradora, trabalho manual de luxo e um acabamento leve e etéreo.

A visão da Katya ao misturar vintage moderno com rendas e sedas resulta no criar de vestidos perfeitos, por encomenda, que combinam versatilidade, conforto e elegância intemporal. As cores trazem um toque rebel, ousado e chique ao look geral. As suas influências vêm no papel que as mulheres têm ao moldar a sociedade em que vivemos, e isso traduz-se em modelos que são glamorosos, misteriosos, graciosos, mas também vulneráveis e sensíveis.

Todos os vestidos são feitos no seu estúdio pessoal, criados em tamanho único, enquanto que o comprimento das mangas e saia pode ser pedido pela cliente no acto da encomenda. KKS dá tanto valor ao conforto como à versatilidade, e os vestidos interiores dão para ser usados em praticamente todos os modelos. Isto permite que a noiva possa transformar o seu vestido para si, para a cor que mais gosta (ou para mais do que uma no mesmo dia!), para o seu tema de casamento… único, tal e qual como gostamos na rebel. 

Se gostaram destes dois looks que criámos, por favor espreitem o site, a colecção de noiva e de ocasião, e espreitem também os sorrisos radiantes de todas as noivas reais que já usaram KKS!

Na SRB não poderíamos estar mais felizes com esta parceria, e mal podemos esperar para trabalharmos novamente juntas com a KATYA KATYA SHEHURINA! 

Hug nature and new perspectives!

Organization & Planning Photography Wedding advices Wedding Inspiration

Hug nature and new perspectives!

When Dreamaker sent us this shoot she did and planned in São Miguel island, Azores, I couldn’t help but to shed a tear for her creativity. Since today is the international “Hug a tree day”, I decided it would be a good idea to use it but giving it, of course, a rebel twist.

You see, it would be too easy to just talk about nature, and invite you to spend more time outdoors, make a photoshoot in a park and even remind you of how important it is to have some alone time on your wedding day. Even if that moment is during your love session where you go away for a while with your photographers and videographers. But what if your nearby is a mass tourism nature spot and you feel like your first idea and what you have planned for over a year won’t work? You get there and its so jammed with people that it just takes away all the magic you have dreamed of?

0429_S+D-20404_S+D.1 0391_S+D 0065_S+D

So this post was made to inspire you to look at the other side of things, even if it is your wedding day. Do not give up. Marta José, aka Dreamaker arrived at Lagoa das Sete Cidades in São Miguel with a clear thought in her mind, and a beautiful couple to photograph. The day was amazing, and if you follow her work and portfolio, you know how she loves nature. Seriously, that is a tree hugger right there. But at the shooting location she had planned to do it, it all fell apart. “When we got there, there were just so many people! All of them trying to get the best selfies and crowding the views. What I had in mind couldn’t be done. I was feeling sad and disappointed, but then I looked in another direction and there it was: an abandoned hotel! We rushed inside and it was a true photographers dream. Our couple loved it as well, since though it was degraded by time, it still had the carpets, beautiful stairs and the light came in amazingly. You could feel the atmosphere”.

0043_S+D 0027_S+D

But it all got even better when she started to explore inside: “I found a room where the sights were really breath-taking. I could have never planned it, since I didn’t even know, but I am so glad my first plan didn’t work, because this was so much better in the end.”

0357_S+D 0338_S+D

“Then, we found the way to the rooftop, and it just made my day. Nature was all around us, even crawling to the hotel. Not only could we see the lagoon as we had the best view in the world to the entire surroundings. Oh, and absolutely NO people!”

0203_S+D 0210_S+D-2 0288_S+D-2 0221_S+D 0137_S+D 0119_S+D

As a last advice, Dreamaker left an inspiring message to our rebel brides: “Sometimes all it takes is changing perspectives to end up having something beautiful!” We at rebel would like to add something else to her wisdom: As much as you try to have everything planned to the last detail for your wedding, always leave time and an open mind to changes and things you didn’t see coming. Learning to let go in a few minor things can reveal true amazing surprises like this one Dreamaker found. This is a styled shoot, but imagine it being a real wedding. This couple won the most different, creative, loving photoshoot at their favourite place in the island. Yes, it was not at the “normal” sight seeing spot they thought of, but it just went so much better with the views! Even if you are not the “abandoned architecture” type of lover, being on that rooftop was so much better than having the photos at the lagoon near a group of tourists, right?

Also, besides being open to new unexpected things, trust your photographer and their eyes. If you chose him/her/them, it should be because you love their work, and this is something they do more often than you, probably, so let them do their art, enjoy every moment, spend some time with your newly spouse and you won’t regret a single shot!

Featured Image and following: Dreamaker

Assinatura_AL

***

Quando a Dreamaker nos enviou esta sessão dela, planeada também por ela na ilha de São Miguel nos Açores, não consegui não deitar uma lágrima de felicidade pela sua criatividade e gosto pela aventura. Hoje celebra-se o “Dia Internacional de abraçar uma árvore”, e achei que seria o dia perfeito para usar as fotografias dentro do tema, e claro, com um twist rebel à mistura.

Sabem, é que sinto que seria demasiado fácil simplesmente falar sobre a natureza, convidar-vos a passarem mais tempo fora de casa, marcarem uma sessão de fotos com a vossa cara metade num parque ou até mesmo relembrar-vos do quão importante é terem um momento só vosso no dia do vosso casamento, para pegarem no vosso marido e levarem-no para o jardim só para passarem uns momentos sozinhos. Até pode ser que esse momento seja durante a vossa sessão com os fotógrafos e videógrafos… mas e se ao chegarem ao local que tinham planeado ele não for, no vosso dia, aquilo que tinham imaginado? E se aquele miradouro lindo com que sempre sonharam estiver cheio de gente e isso começar a matar a magia do vosso sonho de há mais de um ano?

O post de hoje tem o intuito de vos inspirar a olhar para o outro lado das coisas, mesmo que seja o dia do vosso casamento. Nunca desistam. Não desanimem. A Marta José, aka Dreamaker, chegou à Lagoa das Sete Cidades com o seu casal e tinha já toda a sessão na cabeça. O dia estava maravilhoso e se seguem o trabalho dela, sabem que natureza é mesmo a sua praia. Está aqui uma verdadeira tree hugger. Mas lá, tudo o que ela tinha planeado começou a ir por água abaixo. “O miradouro estava apinhado de gente. Todos a tentarem tirar as suas selfies com a melhor vista. O que eu tinha planeado não seria possível e estava a sentir-me triste e desapontada. Mas depois olhei para o lado e lá estava: um hotel abandonado que nem nunca me tinha passado pela cabeça. Entrámos lá para dentro e o que encontrei foi um verdadeiro sonho para fotógrafos. O nosso casal também adorou, e o hotel, embora degradado pelo tempo, ainda mantinha a traça antiga, as carpetes, as escadas com personalidade e a luz era divinal.”

Mas tudo ficou ainda melhor quando ela decidiu explorar os vários andares e quartos: “Encontrei depois o quarto com a melhor vista de todas. Eu nunca poderia ter planeado aquilo e era das coisas mais bonitas que eu já tinha visto. Fiquei tão contente de o meu plano inicial não ter resultado. Isto foi tão melhor!”

“Depois, encontrámos o caminho até ao telhado, e foi aí que fiquei com o meu dia feito. Natureza por todo o lado, não só já misturada com o velho hotel, mas tínhamos a lagoa e todas as áreas envolventes até perder de vista. Ah, e não havia NINGUÉM à nossa volta”.

Como último conselho, a Dreamaker ainda deixou uma mensagem inspiradora às nossas noivas rebel: “Às vezes tudo o que é preciso é não desistir e olhar para as coisas com outra perspectiva para acabarmos com um resultado final ainda melhor”. Eu gostaria de tomar a liberdade de adicionar mais um conselho à sua sabedoria, porque um dia também já fui noiva, e sei o que é estar nessa pele: Por mais planos que façam para que o vosso dia esteja descrito até ao último detalhe, deixem sempre espaço para surpresas, para o improviso e para o inesperado. Aprender a largar algumas coisas e abrir a mente para outras que não esperávamos pode mesmo ser a chave para o dia mais inesquecível de sempre, e para detalhes únicos como este que a Dreamaker acabou de nos dar. Sim, isto não é um casamento real, mas imaginem se fosse. Este casal ganhou uma sessão diferente, criativa, e única na sua ilha e no miradouro de que mais gostam. Sim, não é exactamente no miradouro, mas acabou por ser tão melhor, simplesmente porque olharam para as coisas de outra forma e com energia positiva.

Por fim, confiem no vosso fotógrafo e nos seus olhos. Se o/a/os escolheram, e esperando que tenha sido por adorarem o seu estilo e trabalho, e sendo que eles fazem disto vida, deixem-nos conduzir-vos pela aventura e para experimentarem coisas novas. Deixem-se envolver pelo momento e aceitem seguir alguns caminhos diferentes do planeado. Aproveitem cada segundo a dois e não se vão arrepender de uma única fotografia.

 

Colourful Rockabilly shoot by Fotografamos

Hairstyle Photography Rebel vendors

Colourful Rockabilly shoot by Fotografamos

Adventurous by heart, and always with their cameras in hand, they don’t miss an opportunity to do what they love the most: set challenges to themselves and add a lot of fun in between.
That is what happened on their last trip to the USA, when they passed by Inman – South Carolina. According to Marina, “the idea began with a hair cut!”
Studio-18-by-Fotografamos-wedding-photography-(01-of-61)Studio-18-by-Fotografamos-wedding-photography-(25-of-61)
“We found Studio 18, and between scisors and talks, I heard Shannon saying she wouldn’t be anything without her funky colours. We left the salon thinking about how could we incorporate that into a project and on the next day, we went back and asked her if she could introduce us to one of her most adventurous clients so that we could snap pics of her.”  Studio-18-by-Fotografamos-wedding-photography-(23-of-61)

Studio-18-by-Fotografamos-wedding-photography-(16-of-61)

Most of the best ideas and inspiration can actually come from the most simple ideas ever. And when Fotografamos saw Robyn, they knew they were home! “Who says blue hair can’t be awesome?” – And we agree with you, Marina!
Without any scheduled plan, off they went and Robyn’s boyfriend joined the fun. Between the smoke that came out of Bobyn’s boo electronic cigarette (awesome, we know!!) and fun hair, Fotografamos did one of the most fun shoots ever from last year. And to us on SRB, we really see it as very sweet and so rebel!

Studio-18-by-Fotografamos-wedding-photography-(14-of-61) Studio-18-by-Fotografamos-wedding-photography-(13-of-61)

For those following SRB from that side of the web, lots of the details you see here on this shoot can actually be used for your rockabilly wedding, if that is what you are running for: the style, the hair, the love for the 50’s, the smoke granades (or an electronic cigarette that blows vapor like that! haha), being outdoors, and of course, maybe having Fotografamos as your wedding photographers! From not knowing this couple, they managed to capture so much love, can you imagina what they can do with a few meeting s and a scheduled e-session?
Thank you Marina & Pedro for sharing this shoot with us. It really is the living proof that if you don’t dream it, you don’t do it, that if you don’t search, you won’t find it, and that those who don’t dive on adventures don’t taste how awesome it is to find new things!
To end this post the best way ever, we’d also like to tell you we now have a new rebel vendor for everything pin-up! Go to our Rebel favs page, and discover The Green Cherry <3
Featured Image + following photos: Fotografamos | Styling: Shannon Kitchens from Studio 18
Assinatura_AL
***
Aventureiros e sempre de camara em punho, não perdem uma oportunidade para fazerem o que mais gostam: lançar desafios a si mesmos e juntar muita diversão pelo caminho.
Foi o que aconteceu aquando da sua última viagem aos Estados Unidos, mais concretamente enquanto passavam por Inman, na Carolina do Sul. Segundo a Marina, “a ideia começou com um corte de cabelo. Encontrámos o Studio 18 e entre uma tesourada e outra ouvi a Shannon a dizer que ela, sem as “funky colors” dela não era nada. Saímos de lá a pensar nisso e em como poderíamos colaborar num projecto conjunto. No dia seguinte voltámos ao salão e propusémos que ela escolhesse a cliente mais aventureira que tivesse para fazermos uma sessão.”
Muitas das melhores ideias e inspiração para quem lê posts como este vem mesmo das coisas mais simples. Assim, do nada, Quando viram a Robyn penteada pela Shannon sabiam que estavam em casa!
“Quem diz que um cabelo azul não pode ser extraordinário?” – disse a Marina.
Um bocadinho sem estar à espera, mas também aventureiro, o namorado da Robyn juntou-se à sessão e entre fumo do cigarro electrónico dele (OMD, impressionante, não é?) e cabelo colorido os fotografamos fizeram uma das suas sessões favoritas do ano passado, que é nada mais nada menos que muito sweet e muito rebel.
Para quem nos segue desse lado, muitos dos pormenores que aqui vemos hoje podem ser utilizados num casamento rebel. Quer seja o estilo rockabilly do casal, se é que é assim que se definem, os cabelos pin-up, o amor pelos anos 50, as bombinhas de fumo (ou cigarros electrónicos! haha), o outdoor ou até, claro, terem os nossos fantásticos fornecedores como os vossos fotógrafos. Quem do nada, sem sequer conhecer um casal, puxa esta emoção, faz magia com algumas reuniões e sessão de noivado 🙂
Obrigada Marina e Pedro pela partilha deste momento tão especial. É de facto a prova de que quem não sonha não faz, quem não procura não acha e quem não mergulha numa aventura não sabe o quão bom é ver o que de bom pode vir!
Para terminar este post da melhor maneira possível, a SRB tem o orgulho de vos apresentar a mais recente fornecedora Pin-up: A The Green Cherry! Saltem até à sua página e vejam as coisas maravilhosas que as meninas da TGC podem fazer pelas vossas despedidas de solteira ou até casamento!
Meet the Vendors: Hugo Coelho Fotografia

Photography Rebel vendors

Meet the Vendors: Hugo Coelho Fotografia

With the beginning of a new bright week, we want to introduce you to another of our fav vendors! He is Hugo Coelho, and we bet you will love to meet him and see his amazing work.

Hugo decided to use his name for his brand, two years ago, when he realised he wanted to pursue wedding photography as his passion and work. Using a rabbit (“coelho”) because of his surname and having it with glasses as a symbol of his eye for details.

As his goal, he keeps innovating and creating new approaches, trying not to repeat te same formulas, so that the stories can get captured in the right moment in time and in his unique way.

HCF12537IMG_7019HCF12905HCF14234HCF15341HCF19780But it’s not just about taking photos. Hugo really is a storyteller, and their clients wedding days are a once in a lifetime event, a single opportunity to deal with expectations and emotions, and establishing a good and trustworthy relationship is essential to tell the story well. Some of his proudest moments are ending up being friends with his clients.

HCF19150HCF10703

Hugo has such a rebel way of seeing his job, wanting to be a part of the story, and telling it in an epic way. We love him sooo much and we’re so glad to welcome him to our rebel family.

All image credits: Hugo Coelho Fotografia

***

Com o começo de mais uma linda semana, queremos apresentar-vos mais um dos nossos fornecedores preferidos. Ele é o Hugo Coelho, e o seu lindo projecto é o Hugo Coelho Fotografia.

Hugo decidiu criar uma marca em nome próprio há dois anos atrás, quando percebeu que queria trabalhar em fotografia para casamentos, aproveitando o seu apelido para criar o seu símbolo, um coelho com óculos, sendo que este último acessório remete para o facto de ter uma “visão apurada para os detalhes”.

Inovar e criar novas abordagens, evitando repetir as mesmas fórmulas são as suas características fortes para que os casamentos sejam registados de forma única. Mas mais do que tirar fotografias, o Hugo é na verdade um contador de histórias, e acredita que a ligação que cria com os clientes é algo de muito importante e determinante para o seu trabalho correr o melhor possível. Quando estabelece amizades duradouras com os seus clientes, sabe que está aqui o reflexo de um trabalho bem feito. 

A visão do Hugo perante o seu projecto é rebel exactamente porque ele não quer apenas registar momentos, ele quer participar na história, contá-la bem e fazê-la durar.

Sê bem-vindo à nossa família rebel, Hugo! Estamos tão felizes de te termos connosco!

Why taking good care of your photographers is so important

Photography Wedding advices

Why taking good care of your photographers is so important

This is a post that took me a while to write. It comes from the heart and from my own experience, but let me tell you how the idea started: I was one of my best friends bridesmaids, we were 4 and we were planning her bachelorette party. She (the bride) sent us an email with all of her requests for the wedding day, which included sweet things like “remind me to eat”, “let me know if my make up goes bad”, “please help me with this and that”… but then, in the end, there was one request that melted my heart: “make sure my photographers eat well and that they are well accommodated at the wedding”. As we were talking about her email, some of the other girls reached that part and said “take care of the photographers? Like, who cares? They are grown up and can take care of themselves!”.

Unfortunately, as mean as this looks, there still are a lot of people who think like that. Or who care but have so many other concerns that this goes to the “less important TO DO list” and often gets forgotten.

On a personal note, we photographers kinda all know each other, and there isn’t a time where at dinner time, conversation doesn’t to go the subject “does this venue treat us photographers well?” or “gosh you won’t believe where the staff seated us for dinner” (most times it’s about how well we were treated, though). But I’ve heard it all, from putting the photographers eating near the dumpsters, not giving them food, being rude. Personally, I’ve had food with rain in it, I’ve had staff people screaming at me because I’m a vegetarian and my food is weird so I’ll eat what they give me, or that either I wait for everyone to be served and have dinner at the end or no dinner at all (when we should eat at the same time, so that when the bride and groom are done we are ready to work as well), and the list can go on forever.

I was also a bride once (last September), and because of what I had experienced, I tried my best so that my staff was happy and ate near us, with our guests. Of course not everybody needs to sit the photographers and videographers near the guests if they don’t want to but at least giving them good conditions, a room near by so that they can reach the dinner hall fast if needed (for a speech or unplanned surprise, for example), and a nice meal is SO important. That is the time your team has to finally relax for a while and regain energies for the rest of the night. If this doesn’t make sense to you still, think with me: They are the ones telling your story. The story of your wedding day, that will last forever on your albums and DVDs, and that one day your children will see. They have been working for hours already, always trying to tell the best fairy tail ever, and still have a long way to go before calling it a day. We know they are being paid for it, but you surely know that working with the heart is what makes the magic happen. This goes for every job in the world: If you treat your people badly, they’ll work for the pay check, if you treat them well, like human beings and not servants, they will work with their heart, sweat and tears… Most of all, they will do the job with their soul.

HCF14234

12832503_1018963714828829_8728791135161018308_n

And it all comes down to doing something really simple: Ask your photographers/videographers if any of them as any kind of food allergy or is a vegetarian/vegan. Then, speak to your wedding planner or directly with the venue and tell them these informations and try to negotiate the best way to accommodate them so that they can relax and have dinner at the same time as you, in the same room, or in one very near by.

I promise you, promise you, promise you, there will be no words of gratitude enough to thank your kindness, care and attention. Don’t forget that those artists you hired to tell your story are human beings, and I can guarantee you that your story will be told like no other.

Featured Image: Adriana Morais Fotografia | Second: Hugo Coelho Fotografia | Third: Luisa Starling

Assinatura_AL

***

Este post levou-me algum tempo até ficar escrito. Não queria ferir susceptibilidades e é sempre fácil parecer que estou a puxar a brasa à minha sardinha, sendo que esta é a minha profissão, mas a verdade é que escrevi do coração e da experiência… tudo começou quando há uns anos, era eu madrinha de uma das minhas melhores amigas com mais 3 meninas, e estávamos sentadas a planear a sua despedida de solteira. A minha amiga, a noiva, enviou-nos um email com pedidos especiais para a ajudarmos no dia do casamento. Eles eram todos muito queridos como “lembrem-me de comer”, “ajudem-me/avisem-me se a minha maquilhagem borrar”, e mais alguns. Mas o que me derreteu o coração foi quando ela escreveu “por favor vejam se os meus fotógrafos estão bem acomodados e se jantam”.  Enquanto falávamos sobre o email, uma das presentes disse “Agora temos de cuidar dos fotógrafos? Quero lá saber, quem é que se lembra disso? Eles já são crescidinhos!”.

Infelizmente, por mais mau que isto possa parecer, ainda há quem pense assim. Ou quem até se preocupe, mas que no meio de tanta coisa para tratar se esqueça deste pequeno grande pormenor.

Numa nota pessoal, nós deste ramo conhecemos-nos mais ou menos a todos, e não há altura em que, se nos juntamos, por exemplo num aniversário de alguém, a conversa não vá para este assunto. Trocamos experiências, as quintas que nos trataram bem e que nos trataram mal, avisamos colegas e preparamos para o que pode acontecer neste âmbito (muitas vezes somos bem tratados, mas como em tudo, as más experiências ficam sempre marcadas). Eu já ouvi de tudo… fotógrafos a comer junto aos caixotes do lixo, sem sítio para se sentarem, às vezes nem direito a comida tiveram ou houve gente a tratá-los literalmente mal. A mim, eu já tive chuva no meu prato (estava a chover e a sala onde me colocaram era tão longe que a comida chegava toda molhada), já tive pessoas zangadas comigo porque a minha comida era esquisita (sou vegetariana) e que tinha era de “comer o que me dessem”, ou até que eu só seria servida quando toda a gente acabasse de comer, e que se não aceitasse, não jantava (aqui é de ressalvar que queremos estar sempre prontos para trabalhar assim que os noivos terminam, daí pedirmos para comermos ao mesmo tempo). E a lista podia continuar e continuar…

Eu também vos falo enquanto noiva… casei-me em Setembro do ano passado e uma das minhas maiores prioridades era que a minha equipa jantasse e ficasse ao pé de nós. É claro que não temos de ficar obrigatoriamente sentados na mesma sala que os noivos e convidados, mas se nos forem dadas boas condições, um quarto perto, para podermos aperceber-nos e chegar rapidamente ao salão caso aconteça por exemplo um discurso que não estava planeado ou uma surpresa, e uma refeição quente, faz TODA a diferença. Esta é a altura em que a vossa equipa pode finalmente relaxar um bocadinho depois de estar há tantas horas a trabalhar. É a altura para ganhar energias e preparar para a festa e final do dia. E se o que vos conto hoje ainda não fez sentido, pensem comigo: Estas são as pessoas que vão eternizar o vosso dia. São quem vai contar a vossa história, aquela que vai ficar em vídeo e em albums que um dia os vossos filhos vão querer ver. Eles já estão a trabalhar há horas, sempre com o objectivo de criar o mais bonito conto de fadas, e ainda falta muito tempo para terminar o dia. Sim, sabemos que eles estão a ser pagos para o que estão a fazer, mas todos sabemos que é a trabalhar com o coração que a magia acontece. E isto vai para qualquer tipo de trabalho: Se tratamos mal as pessoas que estão connosco, como serventes mesmo, eles trabalham pelo pagamento. Se as tratamos bem, elas trabalham com o coração, com suor e lágrimas… acima de tudo: com a alma.

E tudo se resume a algo tão simples como perguntarem à vossa equipa, durante a reunião ou por telefone, se alguém tem alguma alergia a algo ou é vegetariano/vegan. Depois, falar com a wedding planner ou directamente com a coordenação da quinta/do espaço e passar-lhes esta informação e negociar a melhor forma de acomodar a equipa para que estes possam descansar e ter o jantar ao mesmo tempo que vocês, ou na mesma sala, ou numa que fique próxima.

Eu prometo-vos, prometo-vos, prometo-vos,  que não existirão palavras suficientes para expressar a gratidão pela vossa atenção e cuidado. Não se esqueçam nunca de que os artistas que contrataram para contar a vossa história são seres humanos, e garanto-vos que ela vai ser contada como nenhuma outra.

This is Rebel!

Photography Wedding Inspiration Wedding shoes

This is Rebel!

Remember when we said that “rebelness” can be found in the details? This is certainly the case here. A white dress and a traditional wedding, but the shoes, oh the shoes, they have Rebel Bride written all over it.

TP_ThisisRebel

Thank you Tiago Pinheira for letting us share your work.

assinatura_pv

***

Lembram-se quando dissemos que a “rebeldia” pode estar apenas nos pormenores? Pois este é precisamente o caso. Um vestido branco, um casamento tradicional, mas os sapatos, oh os sapatos, esses são rebel do salto à alma.

Obrigada Tiago Pinheira por nos deixares partilhar o teu trabalho.