Categoria: Organization & Planning

Eco-friendly wedding? It can be done and we tell you how!

Organization & Planning

Eco-friendly wedding? It can be done and we tell you how!

At Sweet Rebel Bride, we consider ourselves conscious about the environment. We do our part but know that we could do so much more (couldn’t we all?). With that in mind it became obvious that we should think about the environment when organising a wedding, and, with the right measures, turn it into an eco-friendly wedding.

So here are some suggestions to make your special day more sustainable.

Save-the-Date

 

  1. Reduce or eliminate paper invitations. Actually, this is a hard decision for me as a graphic designer who does printable, and loves having all the paper goodies available. But there are many options you can consider. Use e-mail and websites as invitations. Sure, your grandparents might not have an e-mail account or internet access, but you can always print a small amount for those special cases. Or let go of save the dates or RSVP cards. But, if you really (really) can’t give them up, consider using recycled paper, seeded paper (yeah, it’s a thing) that can be planted and turned into a great wedding gift for guests.
  2. Consider having (more) vegetarian or vegan catering options. The meat industry is one of the most polluting ones, so if we reduce meat-based food, we would be contributing not only for its diminishing, but also for healthier food.
  3. Arrange transportation for everybody. Or encourage your friends to get together and rent a minibus (I did that once and worked so well!) to take them to and from your wedding. That way, you will not only reduce your carbon print, but your guests are also safer to drink a bit more without worrying about the drive home.
  4. Don’t throw rice. It is not about pollution, it is about avoiding waste of food and sad consequences for small animals that might want to eat it. And the truth is, there are so many sustainable substitutes out there – bubbles, biodegradable confetti…
  5. Consider a DIY decor with reused materials. Using alternatives like cans, glass jars, jam jars or old maps or magazines, can be a wonderful solution to really brighten your day. Plus, they are also incredibly beautiful and unique.

eco 7

These are just small suggestions, and all focused on the eco-friendly side of it. Still, don’t stop here, because if you want to, you can create opportunities to help other causes and use your wedding as a way of giving back.

But that would be an entirely new post…

Assinatura_JL

Featured: Chic Vintage Brides | Seeded paper Save the date: Brit + Co | Bird garland: Beautiful Bridal

***

Aqui na Sweet Rebel Bride consideramo-nos conscienciosas em relação ao ambiente. Fazemos o que podemos e temos noção que podemos sempre fazer mais (não é assim para todos?). Ao pensar nisso, tornou-se bastante óbvio que poderíamos trazer esta atitude positiva também para a organização de um casamento e torná-o num evento amigo do ambiente.

Estas são algumas das sugestões que me passaram pela cabeça e que podem contribuir para isso:

  1. Reduz ou elimina os convites em papel. Para mim seria uma decisão difícil, porque sou uma designer que produz materiais para impressão e que adora tudo o que é feito de papel. Mas porque não considerar algumas alternativas? Façam convites por e-mail ou criem pequenos websites com toda a informação. Sim, os avós podem não ter e-mail ou acesso à internet, mas podem sempre reduzir a quantidade de convites físicos. Ou abdicar de save the dates e dos cartões de resposta. Se isso for mesmo (mesmo) difícil, considerem usar papel reciclado, ou papel com sementes incluídas (sim, existe), que para além de ser sustentável pode servir de prenda para convidados depois de plantado.
  2. Pondera ter (mais) opções vegetarianas no catering. Sabemos que a indústria da carne é das mais poluentes. Ao reduzir o consumo, reduzimos o estrago no ambiente.
  3. Organiza um sistema de transporte para os convidados. Ou pede aos teu grupo de amigos que alugue um minibus (já fiz isso e funcionou às mil maravilhas) para os levar para o casamento e de volta a casa. Assim não só respeitam o ambiente, como também podem beber sem culpas na hora de regressar a casa.
  4. Não atires arroz. Não que seja muito poluente por si só, mas evita o desperdício de comida e consequências menos agradáveis aos pequenos animais que queiram comê-lo. Há alternativas mais sustentáveis.
  5. Considera decoração DIY com materiais reutilizados. As latas ou boiões de vidro, ou até velhos mapas podem ser excelentes ideias e poderão mesmo abrilhantar o teu dia e ficam simplesmente lindos.

São pequenas sugestões que acredito que tenham um impacto positivo no planeta e não interferem com o normal decorrer da festa. E são apenas relativos a causas ambientais. Há tanta coisa mais que se pode fazer para apoiar outras causas numa festa de casamento!

Mas isso é assunto para um outro post…

5 Simple rules to start your wedding planning

Organization & Planning Wedding advices

5 Simple rules to start your wedding planning

After the proposal, the engagement party and the congratulations, it is time to sit down and plan the next steps. It is easy to feel overwhelmed and panic. Well, the good news is: you don’t have to become a Bridezilla to get things done. And here are 5 simple rules to prove it.

  1. Set the Date

You may think you have time, and you do. But actually this will be the guiding star for all your next steps. As soon as you decide on the big day date, every other decision will start falling into place.

  1. Establish your budget

Whether it is you and your groom paying for it or your parents, you need to have a number in mind. Truth be told, we all know most weddings go over budget. But if you play it by ear you may end up married into debt and that couldn’t be further from a happily ever after.

  1. Write things down

This is the era of technology but nothing beats pen and paper. Get a notebook or an agenda, or both! Write down things to do, places to be and people to meet. But there is one other reason why we say Yes to a notebook: at the end of all the planning and after the wedding day, you will end up with a scrap-book that is worth looking at for years to come.

  1. Delegate. Delegate. Delegate.

If you think that just because you are super organized you can do it all… Forget it! You won’t!  But more than that: you don’t have to! Let the Mothers, Fathers, Made of Honor, Best Man, Bridesmaids and friends lend a helping hand. You will thank them for it.

  1. Find time to date

Planning your wedding can be so overwhelming that your dates turn into To-Do Lists checkers with food. Make a rule with your husband-to-be to have a normal date, at least once a week, to just hang out, have fun and remember why you want to spend the rest of your lives together.

And as a last note:

Remember you are planning a day you will remember forever, but it is just one day, so enjoy every minute that leads you to it!

assinatura_pv

 

Featured image: Chanel No 5 add

Depois do pedido, da festa de noivado e de receberem os parabéns de toda a gente, é altura de começar a planear os próximos passos. Mas são tantas coisas que é fácil entrar em pânico. Porém, temos boas notícias: com estas 5 regras vais conseguir evitar tornar-te numa Bridezilla. 

  1. Escolhe a data

Achas que tens tempo, e na realidade tens. Mas a verdade é que todos os passos dependem de um: Quando! Assim que decidirem a data do casamento tudo o resto entra em movimento.

  1. Define o orçamento

Sejam vocês, os pais ou sogros a pagar, é essencial saberem quanto querem – e podem – gastar. Sim, é verdade que quase todos os casamento acabam fora do orçamento. Mas se te fiares nisso, vais perder o controlo e não tem graça nenhuma começar uma vida nova já com dívidas, pois não?

  1. Aponta tu-di-nho

Sim, estamos na era da tecnologia, mas nada bate o papel e a caneta. Um caderninho ou uma agenda, ou os dois, são a companhia ideal nesta viagem, para não perderem de vista todas as “paragens” até ao destino final. Mas há outra razão para esta sugestão: é que no fim de tudo, ficas com um caderno cheio de memórias do planeamento de um dia inesquecível.

  1. Delega. Delega. Delega.

Se achas que por seres a rainha da organização consegues fazer tudo… Esquece! Porque acima de tudo, não tem de ficar tudo nas tuas mãos. Deixa que as Mães, os Pais, os Padrinhos e amigos te ajudem. Mais perto da data vais ver como é bom não ter de pensar em cada pormenor.

  1. Encontra tempo para namorar

Planear um casamento é tão exigente que às tantas os momentos a dois são em restaurantes apenas para correr a lista de afazeres sem se preocuparem com a comida.  Por isso, criem a regra de pelo menos 1 vez por semana terem uma saída romântica, só os dois, sem listas, a fazerem algo que gostam, para que não se esqueçam do porquê de terem decidido dar este passo.

E como nota final:

Estás a planear um dia de que te vais lembrar para sempre. Mas é só um dia. Por isso, saboreia cada segundo que te leva até ele!

Imagem principal: Chanel No 5

Who’s wedding is this?

Organization & Planning

Who’s wedding is this?

This should be an easy to question to answer, right? But in most cases it isn’t.

Even though it was You who dated your perfect match, You who got engaged, You who is getting married, it seems that everyone has something to say about how Your day should be. Suddenly, you realize that your wedding became your parents’, your in-laws’, your bridesmaids’, your planner’s… everyone but you and your partner.

The last thing you want is to get to the end of your dream-day feeling like you are in a nightmare. Based on our experience there are 3 things you should keep in mind during planning:

1. Be in charge but inclusive
You call the shots! Theme, colors, cake, dress, venue and catering, all of this are up to you. Mom, Dad, in Laws, MoH and Party Gang are more than welcomed to give an opinion and share ideas, but it is up to YOU to take.

What you should not forget: keep your brain clear of all the fuss. It is easy to be swallowed by all the ideas, some that will sound perfect. Take them home, sleep on it, and then make the call based on your vision of this day.

2. Be and active listener but assertive
You might be surprised with how far listening to your parents and in-laws will take you, and how that simple nodding and smiling will reduce everyone’s stress levels. Even if you do not take any of their suggestions, they were heard and, surprising as it may be, being heard can take you a long way.

What you should not forget: Your family journey is what made yours possible, and no matter what, on that day, you want the ones you love the most by your side, holding your hand. Make it memorable!

3. Be kind but… be kind!

Yes, it is your day, but there is a reason why you are not flying off to Vegas and getting married by a drag-Cher version or something. Right? Your family, your guests, your bridesmaids, each and every one of them means something to you because you love them.  Take control but let them feel included. You should not be bullied for your decisions, but don’t bully them either by shutting them down.

What you should not forget: Throw kindness away like confetti! It is beautiful and it feels like magic!

Credits: Best Friends For Frosting
Credits: Best Friends For Frosting

Featured image: Party Decor Picsassinatura_pv

 

Devia ser uma pergunta fácil de responder, certo? Mas infelizmente nem sempre.

Apesar de teres sido Tu a encontrar a tua alma gémea, de teres sido Tu a ficar noiva, de seres Tu quem se vai casar, parece que toda a gente tem algo a dizer. Sem te dares conta, o teu casamento torna-se dos teus pais, sogros, damas de honra… de todos, menos vosso!

Como a última coisa que queremos é que acordes no dia seguinte com a sensação de terem saído de um pesadelo, deixamos 3 ideias que deves ter em mente durante o planeamento:

1. Tu decides!

Tema, cores, bolo, vestido, local… tudo deve ser decisão vossa. Os pais, os sogros, os padrinhos devem, sim, dar palpites e sugestões, mas quem decide são VOCÊS!

Lembrar sempre: dá tempo ao teu cérebro para processar tudo. É fácil deixares-te engolir pela enxurrada de ideias, muitas que vão parecer brilhantes, que te são atiradas. Mas dorme sobre o assunto e decide com base naquela que é a vossa visão do dia.

2. Ouve ativamente

Talvez te surpreendas ao ver como ouvires com atenção ideias da tua família e amigos vão reduzir o stress e ansiedade de todos. Mesmo que não leves a cabo nenhuma das ideias, ouviste-os, e esse gesto tão simples torna-se valioso.

Lembrar sempre: A história da tua família possibilitou a tua e no teu dia são eles que vais querer ao teu lado, a segurar a tua mão. Que este momento seja marcante!

 3. Sê generosa!

Sim, é o teu dia, mas algo te impediu de viajares para Las Vegas para te casares longe de tudo e de todos, certo? Foi a tua família, os teus amigos, as tuas madrinhas. Cada uma destas pessoas é importantes para vocês. Sim, é importante que sejas forte e decidida, mas inclui as suas opiniões. Não deves sofrer bullying pelas tuas decisões, mas também não deves agir como um bully, bloqueando-os.

Lembrar sempre: Distribui bondade tal como atirarias uma mão cheia de confetti! É lindo e a chuva colorida parece magia! 

Something blue

Organization & Planning Things I love Wedding Inspiration

Something blue

Tradition says you gotta have something old, something new, something borrowed and something blue on your wedding day.

This tradition comes from an Old English rhyme: Something old represents continuity; something new offers optimism for the future; something borrowed symbolizes borrowed happiness; something blue stands for purity, love, and fidelity, and a rebel can follow tradition if she wants to, but no one said she can’t give it her own personal twist and do things in a way that keep being to herself.
Well, today I feel like starting by the end and give you some inspiration on what your something blue could be. And you know what? There are so many fun things you can do!
Enjoy looking at our 10 favs for this year, and if something else comes to your mind, please let us know on the comments section!
Post_10_Favourites
1|2|3|4|5|6|7|8|9|10
(Oh! and see more on our “Something Blue” board on Pinterest!)
Featured Image by Justin Demutiis via Style me Pretty
Assinatura_AL
***
A tradição diz que tens de ter algo de velho, algo de novo, algo emprestado e algo azul no teu dia de casamento.
Esta tradição vem de um velho ditado inglês, e a “coisa” velha representa continuidade, a “coisa” nova representa optimismo para o futuro, a “coisa” emprestada significa felicidade que vem dos outros e a “coisa” azul representa pureza, amor e fidelidade. Uma rebel pode estar dentro da tradição se assim o quiser, mas ninguém disse que ela não pode dar um twist pessoal ao que está já tão intrínseco e socialmente aceite e fazer algo que continue a ser fiel à sua personalidade!
Bem, hoje apeteceu-me começar pelo final e dar-vos alguma inspiração no que poderia ser a vossa “coisa” azul. E sabem que mais? Existem tantas ideias giras que podem concretizar!
Divirtam-se com os nossos 10 favoritos, e se se lembrarem de mais alguma coisa, por favor façam-nos saber na secção de comentários!
(Ah! E vejam mais exemplos de coisas azuis no nosso board de Pinterest!)
Featured Image de Justin Demutiis via Style me Pretty
So what is ALTERNATIVE?

Organization & Planning Wedding advices Wedding Inspiration

So what is ALTERNATIVE?

When I was planning my own wedding, one day my mom told me on the phone that she was having nightmares with a word that I kept on repeating . That word was “alternative”. When I realised she was afraid of it, my first job was to try to explain her it didn’t mean nothing bad, but something unique and special. Still, until our wedding day, I could feel her discomfort, and pretty much every bodies discomfort, from my family to my in-laws. They were afraid the wedding was going to be so different people wouldn’t understand it, or feel bad at it, or eat bad food, or take things personally in a bad way. After the wedding, they finally saw it, and I believe I taught great lessons with Miguel on that day. Until today, they say it was such a unique event, that reflected our personalities so well.

So today, I’m here to try to demystify this word for you as well. And what is more curious, is that even the most traditional brides actually do a lot of alternative things on their weddings that they never thought were actually alternative. Like wearing sassy coloured shoes, or walking down the aisle with their moms or grooms instead of their dads. Or having a special twist like no bouquet, or no first dance. That is rebel!

So what is an alternative wedding, or a wedding with an alternative touch?

Alternative is everything that goes against the “norm”, against what is already “socially accepted”, against “traditional”.

Be it getting married at the beach, on a mountain site, at an old theatre. Means white couples, black couples, interracial couples, LGBT, young, and old. Means not having a pre-made location, but doing everything (or just a little twist) according to the couples personalities, what they love, what reflects them best.

Here are a few examples for you to visualize, in case if you thought that alternative only means tattoos and piercings. (And did you know that tattooed people can also have the most traditional of weddings? This is the XXI century. There should be no prejudice on this matter.)

If you like any of the pics bellow, or could see yourself wearing any of that, having any of that, doing any of that, or having a representation of that at your wedding… congrats, you have a rebel in you! Oh, and you ARE alternative, even if you never thought doing or being like that.

(See more of what makes us happy on our Pinterest!)

So with this, let’s start accepting diferences. Traditional is beautiful, but so is alternative. And one is not more correct than the other. There is space for everyone.

Let’s please celebrate uniqueness, and sticking to your guns. And if you would like to have a hot-dog kind of dinner at your wedding, because that’s how you and your other half met and had your first date, do it. It’s YOUR day. Your ONE day. And if you are a guest to that hot-dog wedding, embrace it. You have 364 days in a year for yourself, let your friends who are getting married have that one day their way, and just have fun!

Featured Image Credit: Dreamaker

Assinatura_AL

***

Um dia, enquanto planeava o meu casamento, a minha mãe contou-me ao telefone que andava a ter pesadelos com uma palavra que eu repetia constantemente: “alternativo”.

Quando me apercebi de que ela tinha medo dessa palavra, o meu maior objectivo foi tentar explicar-lhe que não havia nada de mal em querer um casamento alternativo, e que isso significava único, e especial. Ainda assim, até ao dia do nosso casamento, eu conseguia sentir o desconforto, e na verdade, não só o dela mas o de todos, desde os amigos, à minha família, à família do meu então namorado. Tinham medo de que o casamento fosse tão diferente que ninguém o iria perceber, ou que se poderiam sentir mal e desadequados nele, ou levar algo pessoalmente, de uma forma má. Depois do casamento, finalmente conseguiram ver aquilo que nós sentíamos. E perceberam que alternativo significava o celebrar de quem somos e do que somos e de como isso combinado gerava amor. Até hoje, continuo a ouvir que foi “Tão bonito”, “Tão a nossa cara” e que refletia tanto as nossas personalidades.

Por isso, hoje estou aqui mesmo para tentar desmistificar-vos esta palavra. E o que é mais curioso, é que até as mais tradicionais das noivas têm escolhas nos seus casamentos que nunca pensaram serem alternativas. São-lhes tão naturais que nem se apercebem de que na tradição não acontecem.

Coisas simples como usar uns sapatos mais divertidos que não branquinhos, ou fazer a caminhada até ao altar de mãos dadas com as mães, ou com os próprios noivos em vez dos pais. Ou tendo um tema que é especial ao casal a encher as paredes, mesas, salas da festa. Ou tendo um pequeno twist, como não quererem atirar o bouquet, ou não ter uma primeira dança se isso não tem a ver com quem eles são. E esse pequeno passinho contra a tradição, já é rebelde. Mas e isso é mau? Não.

Mas então o que é que é um casamento alternativo ou um toque alternativo?

Alternativo é o que vai contra a “norma”, contra o que é “socialmente aceite”, contra o “tradicional”.

Seja escolher casar numa praia, na montanha ou num teatro antigo. Significa casais brancos, negros, interraciais, LGBT, velhos e novos. Significa fazerem algo que seja a personalidade deles ao invés do que muitos pacotes pré-feitos já vendem. Ou até optar por isso e dar-lhe um toque pessoal. Alternativo significa ser fiel à sua personalidade e ao que ela representa.

Aqui, acima, estão algumas imagens que refletem casamentos alternativos, para o caso de toda a vida terem interpretado um casamento alternativo apenas como algo hardcore, e cheio de tatuagens. E sabiam que pessoas tatuadas podem até ter o mais tradicional dos casamentos? Estamos em pleno século XXI. Já não devia existir esse preconceito.

Se gostarem de alguma das fotografias acima, e se acharem que se conseguiam ver a vestir, ou a fazer, ou a ter, ou a comprar algo assim para o vosso dia especial… parabéns, têm uma rebelde dentro de vocês. Oh, e já são um bocadinho alternativas, mesmo que nunca tenham pensado no assunto.

(Conseguem ver mais das coisas que gostamos no nosso Pinterest!)

Vamos começar a aceitar mais as diferenças. A tradição é linda. É maravilhosa, e quero deixar assente que a SRB não tem nada contra ela. Mas o alternativo também é especial. E não há um mais certo que o outro. Tem de haver espaço para todos.

Vamos celebrar o único, e o sermos fiéis a nós próprios. E se gostariam de ter um casamento onde o jantar tivesse uma banca de cachorros-quentes, porque o vosso primeiro encontro com a vossa cara-metade foi assim, façam-no. É o vosso dia. O vosso ÚNICO dia de casamento.

E se estão do outro lado, e são os convidados num casamento com cachorros-quentes, aceitem a vontade dos noivos. Vocês têm 364 dias num ano para fazerem o que vos der na real gana. Deixem que os vossos amigos, ou familiares que estão a casar tenham este dia à maneira deles, e divirtam-se!

Why being chillaxed at your wedding is the best thing ever

Organization & Planning Wedding advices

Why being chillaxed at your wedding is the best thing ever

As a wedding photographer, I am constantly in touch with recently hitched couples. One of the things they always tell me is that either they should have been more relaxed and have enjoyed the day better, or that they were so chilled that they felt like they really lived every single moment of that once in a lifetime day.

My last years bride and groom Eva and Enrique were, to me, the greatest example of all. Always relaxed, they planned their DIY wedding until the last detail and accepted that whatever couldn’t get done on time just wasn’t that important after all.

Casamento Eva e Enrique-601 Casamento Eva e Enrique-803 Casamento Eva e Enrique-1117 Casamento Eva e Enrique-1133

The moment that to me, working as a photographer, was the most unforgettable of all, was when I was following them on their convertible from the church to the venue. All their guests had left in a bus a few minutes before, and it was only us. My car and their car. Suddenly, I see them stopping near a typical café that in Portugal we proudly call “tasca”. Enrique came out of the car, came to mine and asked me “Luisa, we are starving and don’t have our wallets with us, could you buy us a snack so that we survive the rest of the ride?”. I laughed and asked “can I have that moment on camera?” He answered “sure!”. And there it was. I loved them already, but now, I was completely and utterly enchanted!

Casamento Eva e Enrique-1177
Casamento Eva e Enrique-1190
Casamento Eva e Enrique-1206
Casamento Eva e Enrique-1215
Casamento Eva e Enrique-1225
Casamento Eva e Enrique-1240
Casamento Eva e Enrique-1256
Casamento Eva e Enrique-1263

This was not only the time for them to eat something, ladies, this was also quality time just for them. There are such few moments on your wedding day where you can just stare at your other half (quietly, without people pulling you everywhere) and breathe that moment of seeing yourselves in wedding clothes. Enjoy it! They did! And I gave them some privacy as well. Hahaha!

Casamento Eva e Enrique-1331
Casamento Eva e Enrique-1345
Casamento Eva e Enrique-1389
Eva e Enrique casamento-5

So on your special day, what is done is done, what isn’t done, get through it. This day isn’t coming back, so please, from the moment you wake up and start getting ready, do your best to enjoy it and feel every moment, and never forget what it is about: you and your soulmate, your love, the celebration of it in front of all your loved ones.

PS: Eva and Enrique had a Disney Princesses+Brazilian musical culture+Alrgarve inspired wedding! So REBEL.

Assinatura_AL

Photography: Luisa Starling

***

Enquanto fotógrafa de casamentos, estou sempre em contacto com os meus noivos, até depois de casarem. Uma das coisas que me dizem sempre é que ou deviam ter estado mais relaxados no dia do casamento para aproveitarem mais, ou que estavam tão descansados que sentem que aproveitaram cada momento daquele dia.

Um dos meus casais de noivos do verão passado, a Eva e o Enrique, foram para mim, o melhor exemplo de sempre. Estiveram sempre relaxados, planearam o seu casamento DIY até ao último detalhe e aceitaram que o que não deu para concretizar à última da hora, simplesmente não iria acontecer e provavelmente nem seria assim tão importante.

Mas o momento de que mais gostei, e que nunca na vida vou esquecer, enquanto a trabalhar nesta área, foi quando os estava a seguir no descapotável que estavam a usar para se deslocarem da igreja para a praia, onde ia acontecer a festa. Os convidados já tinham seguido antes num autocarro alugado para o efeito, e portanto éramos apenas nós, o meu carro e o deles. De repente, vejo o Enrique a encostar junto a uma tasca. Sai do carro e diz-me “Ana, pagas-nos qualquer coisa para comer? Não temos as carteiras connosco e estamos esfomeados. A ver se sobrevivemos até chegarmos à festa!”. Eu ri-me, e perguntei se podia registar o momento, ao que ele disse “claro que sim!”. E ali estava. Eu já os adorava, mas agora tinha ficado ainda mais encantada com eles, e com aquela forma de estar. Um grande exemplo para todas as noivas e noivos, na verdade. 

E depois, isto não foi só um breve momento para comer qualquer coisa, meninas… este foi tempo de qualidade que passaram os dois sozinhos. Durante o dia do casamento, há tão poucos momentos em que podem simplesmente estar um com o outro, sem puxões dos familiares e amigos, sem terem de dar atenção a toda a gente. É tão importante aproveitarem um momento só para os dois, e olharem um para o outro vestidos de noivos e respirarem aquele dia, que nunca mais vai voltar. Aproveitem. Mesmo. Ah, e é claro que também lhes dei privacidade. Hahaha!

Por isso, no vosso dia especial (e não falo só como fotógrafa, mas também como recém casadinha), o que está pronto está pronto, o que não deu, ultrapassem isso. Este dia não acontece duas vezes, por isso, por favor, desde o momento em que acordam para se começarem a arranjar, façam o melhor para aproveitar cada momentinho, e nunca se esqueçam da verdadeira razão para ali estarem: Vocês, e a vossa cara-metade. O vosso amor, e a celebração disso à frente de todos os que mais gostam.

PS: O casamento da Eva e do Enrique foi inspirado em princesas da Disney+Cultura musical brasileira+Algarve. TÃO rebelde.