Bridesmaids Friends&Family

Friendship Vows. Is that a thing?

When we were kids, we used to make a zillion promises to our friends and “lovers”. That the friendship would never end, that this love would be Forever, that we would always be in touch, no matter where life took us, and so on.

Today we know those promises flew away like feathers on a windy day. But we also know that we meant them, every single one of them. At that young age, we were ready to commit, to be a true friend, to love forever. And that is something incredibly precious.

As we grow up, become more mature and, in some cases, less in touch with our feelings, we lose sight of this habit. We sign all sorts of contracts, at the university, at work, the health insurance, car insurance, or even the gym… However, these very serious, business-oriented contracts, are anything but magic, pure and beautiful. They fulfill a mission, ensure or provide security, but nothing else.

It is therefore essential to, when you find the right person, to look deep inside and let it flow.

That is exactly what we did.

Last Saturday, as I was lazying up on my couch when I made lunch plans with my dear friend Ana Luísa. Even though we meet a lot for SRB oriented plans, we try to always have time together where we are just friends. No business.

We met close to my house, ate, shared stories and headed up to a Flea Market. Where? At the exact spot where she and Miguel got married. Oh memories!

There we bought rings, friendship rings, and we decided to have a ceremony.

Ridiculous you think? Maybe. But I say that we all need someone in our lives with whom we can do the unexpected, the ridiculous, the silly and childish. It is not everyone that can keep up with you on that. So if you have found him/her, hold on to him/her, you are in for an adventure!

As I was saying…

We went to Baleal, a beach I love, and we took the rings, walked down to the water and there, holding them and each other’s hands, we started making promises. Of support, friendship, truth, loyalty, complicity, dedication, reliability, accountability, and a lot of other silly-sweet stuff we remembered at the time. We exchanged rings, laughed and hugged.

Showing love and expressing true friendship are, sometimes, rare acts. However, you can make them part of your daily life and, especially, part of your wedding. Invite your maid-of-honor for a one-on-one quality time, somewhere nice, and let her know how special she is to you.

For you, maids-of-honor, why not make a list of specific wedding related vows to your bride-friend? Write it down so she can keep it and feel that this new journey she is embarking on, she is not taking it alone.

One last note, I met Ana Luísa in December 2013. Almost 3 years later, our friendship has grown stronger and steadier. We are grateful for each other and at this point it would be tough to imagine life without each other. Now, things change, so do people and friendships, but we will work hard so that this one won’t.

Images: Petra & Ana Luísa with iPhone

assinatura_pv

***

Quando eramos crianças tínhamos o hábito de fazer promessas aos nossos amigos e “namorados/as” da altura: que seríamos amigos para sempre, que o amor ia durar até sermos velhinhos, etc.

Apesar de hoje olharmos para trás e sabermos que essas promessas voaram pela janela, o certo é que cada palavrinha que saiu da nossa boca, saiu também do coração. É maravilhoso ver que mesmo tão pequenininhos, já estávamos dispostos a assumir compromissos para a vida. Isso vale ouro!

Mas crescemos, e isso significa que a leveza que tínhamos se perdeu, e que agora as promessas que fazemos são bem mais racionais, práticas e objetivas que emotivas. Assinamos contratos onde nos comprometemos a algo, na universidade, no trabalho, no seguro de saúde, no seguro do carro e até no ginásio. Tudo sério. Tudo cabeça. Tudo razão. E nenhuma Paixão e doçura.

Por isso é que importante encontrar alguém com quem possas soltar-te, entregar-te, ser tu próprio/a e, num dia de sol, fazer promessas à beira mar.

Foi exatamente isso que fizemos.

No sábado passado, a saborear o relax matinal no sofá, combinei com a Ana Luísa almoçar e ir à praia. Por causa da SRB encontramo-nos muitas vezes, mas para tratar de negócios. Então agora temos apostado em estar juntas só para alimentar a amizade.

Encontrámo-nos perto de casa, almoçamos e demos um pulo a um Flea Market. Onde? No sitio onde a Ana Luísa e o Miguel se casaram. Oh as memórias lindas que nos invadiram! A Lu emocionada…

Comprámos anéis iguais nesse Flea Market e decidimos fazer uma cerimónia onde iriamos declarar coisas bonitas uma à outra.

Acham ridículo? Compreendo. Mas eu acredito convictamente que todos precisamos de uma pessoa na nossa vida que alimenta, recupera e puxa para fora o nosso lado mais puro, mais infantil, mais genuíno. Se já o/a encontraram, não o/a deixem fugir, porque com essa pessoa vão viver verdadeiras aventuras. Eu e a Lu temos vivido algumas das boas!

Dizia eu…

Fomos para o Baleal, a minha praia de eleição, levámos os anéis até à beira-mar e ali, com as ondinhas a beijar-nos os pezinhos, segurámos as mãos uma da outra com os anéis e prometemo-nos amizade, solidariedade, cuidado, proteção, amparo, verdade e honestidade, transparência, dar na cabeça com amor, e uma série de outras coisas mega lamechas que nos fizeram sentido dizer. Trocámos anéis, gargalhadas e abracinhos e no fim saltámos numa ondinha.

Expressar amizade de forma pura é cada vez menos frequente, tornando-se até raro (não o sentimento, a demonstração). Porém, podes sim torna-lo parte do teu dia. Aliás, parte do teu casamento.

Porque não convidar as tuas madrinhas para um tempo de qualidade juntas em que lhes dizes o quão especiais são para ti? Ou tu, madrinha, porque não levares a tua noiva a passear e prometeres que estarás do lado dela e serás o seu apoio e alegria nesta nova fase?

Não acham isso tão lindo e poético? Eu adoro!

Última notinha, eu e a Ana Luísa conhecemo-nos em Dezembro de 2013. Quase 3 anos depois a nossa amizade tornou-se mais forte e segura. Sentimo-nos gratas por estar na vida uma da outra e, honestamente, hoje já seria duro imaginar a vida uma sem a outra. É verdade que as coisas mudam, as amizades e as pessoas também, mas vamos esforçar-nos para que esta não mude. Só para melhor!


There is no ads to display, Please add some

Leave a Comment